8 de Agosto

Ficar com atenção à porta dos fundos 

Reflexão do Dia

Enquanto jogador compulsivo em recuperação, preciso de me lembrar que, por maior aceitação social que os ressentimentos tenham, isso não lhes diminui o veneno. De certa forma, o problema do ressentimento é parecido com o problema do jogo. Um jogo de casino ou de póquer nunca será seguro para mim. Já fui a eventos de beneficência, por boas causas, que tinham uma atmosfera saudável e que faziam com que jogar parecesse inofensivo.

Da mesma maneira que educadamente, mas sem deixar dúvidas, evito o jogo sob quaisquer condições, também evitarei os meus ressentimentos?

Hoje eu peço:

Quando a raiva, a dor, o medo ou a culpa —para serem bem aceites — se camuflarem como ressentimentos e entrarem pela porta dos fundos, que eu não me deixe entreter com eles. Estas emoções, da forma como vêm disfarçadas, podem ser tão manhosas como o jogo.

Hoje vou lembrar-me:

Ficar com atenção à porta dos fundos.