3 de Agosto

Os Doze Passos são a escada de Deus

Reflexão do Dia

Os Doze Passos foram criados especificamente para pessoas como nós —como um atalho para chegar a Deus. Os Passos são como um remédio forte capaz de curar-nos da doença do desespero, da frustração e da autopiedade. Mesmo assim, de vez em quando recusamo-nos a usá-los. Porquê? Talvez por termos um desejo profundo de nos martirizarmos. Conscientemente e racionalmente, pensamos que queremos ajuda ao nível mais visceral e, no entanto, um sentimento de culpa secreto faz-nos ansiar mais por castigo do que por alívio.

Consigo tentar manter-me alegre quando tudo à minha volta parece levar ao desespero? Já percebo que na maior parte das vezes o desespero é uma máscara para a autopiedade?

Hoje eu peço:

Que eu seja capaz de expulsar a culpa oculta que faz com que me queira castigar a mim mesmo. Que eu observe o meu desespero e descubra se na verdade não será um impostor — a autopiedade mascarada. Agora que sei que os Doze Passos podem trazer alívio, que eu saiba usá-los em vez de ficar a remoer nas minhas agruras.

Hoje vou lembrar-me:

Os Doze Passos são a escada de Deus.