O programa de 12 passos

Os 12 passos de recuperação

1º Passo: Admitimos que somos impotentes perante o Jogo e que as nossas vidas se tornaram ingovernáveis; 

 2º Passo: Viemos a acreditar que um poder superior a nós mesmos poderia resgatar-nos um modo normal de pensar e viver. 

 3º Passo: Tomámos a decisão de entregar a nossa vontade e a nossa vida a um Poder Superior, do nosso próprio entendimento. 

 4º Passo: Fizemos um minucioso e destemido inventário moral e financeiro de nós mesmos. 

 5º Passo: Admitimos para nós próprios e para outro ser humano a exata natureza dos nossos erros. 

 6º Passo: Estamos totalmente dispostos a eliminar os nossos defeitos de carácter. 

 7º Passo: Humildemente pedimos ao Deus, do nosso entendimento, que elimine as nossas falhas. 

 8º Passo: Fizemos uma lista de todas as pessoas às quais prejudicámos e colocámo-nos dispostos a reparar os danos que lhes causámos. 

 9º Passo: Reparámos diretamente, com o maior número possível de pessoas, os danos que lhe causámos; exceto quando essas reparações pudessem ofendê-las ou a outras. 

 10º Passo: Prosseguimos, realizando e observando o nosso inventário pessoal e, quando estávamos errados, admitimos imediatamente. 

 11º Passo: Através da oração e da meditação experimentámos o crescimento de um contacto consciente com Deus, na forma, em que O concebemos. Oramos apenas para conhecer a Sua vontade em relação a nós e obtemos força para realizá-la. 

 12º Passo: Tendo feito um esforço para aplicarmos estes princípios em todos os nossos assuntos, esforçámo-nos para levar esta mensagem a outros jogadores compulsivos.