30 de Junho

Parar é começar

Reflexão do dia

Aprendi no Programa de Jogadores Anónimos que o truque, para mim, não é parar de jogar, mas continuar sem jogar e aprender a não voltar a jogar. Deus sabe que tentei parar muitas vezes, dizendo a mim mesmo o quanto o jogo afetou não só a minha vida, mas todos os aspetos do meu comportamento. Jogar estava a mudar quem eu parecia ser. Para continuar sem jogar, tive de desenvolver um programa de ações positivas e constantes. Tive de aprender a viver sem a adição, cultivando novos padrões de comportamento, novos interesses e novas atitudes.

Mantenho-me flexível na minha nova vida? Estou a exercer a minha liberdade de abandonar objetivos limitados?

Hoje eu peço:

Rezo para que a minha nova vida seja preenchida com novos padrões, novos amigos, novas atividades, novas formas de ver as coisas. Preciso da ajuda de Deus para preencher o meu estilo de vida e para que possa colocar nele todas estas novidades. Também preciso de algumas ideias. Que a minha independência do jogo compulsivo me ajude a fazer as minhas escolhas com mente aberta e um olhar atento, claro e criterioso.

Hoje vou lembrar-me:

Parar é começar.