24 de Junho

A libertação do jogo é apenas o começo

Reflexão do dia

O principal objetivo do Programa de Jogadores Anónimos é a libertação de apostas compulsivas; sem esta libertação, não temos nada. Mas isso não significa que eu possa dizer, por exemplo: "O jogo compulsivo é a minha única preocupação. Sem ele sou uma excelente pessoa, por isso livrai-me do jogo e eu ficarei bem". Se me enganar com tal afirmação sem sentido, terei muito poucos progressos nos problemas e responsabilidades da minha vida real e provavelmente voltarei à minha adição. É por isso que o Décimo Segundo Passo do Programa nos pede para "praticar estes princípios em todas as nossas atividades".

Estou a viver simplesmente para me livrar da compulsão do jogo, ou também para aprender, servir e amar?

Hoje eu peço:

Que eu possa desfrutar e estar grato à minha abstinência, que é onde as coisas boas começam. Mas que não me deixe ficar por aqui, desistindo de tentar compreender-me a mim mesmo, à natureza do Poder Superior e da própria humanidade. A libertação da adição é a primeira etapa. Que eu tenha a convicção de que há mais etapas para vir – a libertação da mente fechada, do sofrimento dos sentimentos guardados, da dependência exagerada dos outros, da existência sem um Poder Superior. Que o Programa, que respondeu às minhas necessidades mais agudas, possa também responder às mais profundas e crónicas.

Hoje vou lembrar-me:

A libertação do jogo é apenas o começo.