3 de Junho

O amor é incondicional

Reflexão do dia

Thomas Merton escreveu que "o despertar do amor representa deixar aqueles que amamos serem completamente quem são, e não torcê-los para serem reflexo da nossa própria imagem"; de contrário, vamos adorar neles apenas o reflexo da nossa própria imagem que vemos nelas". À medida que substituo o meu vício autodestrutivo por uma dependência saudável do Programa de Jogadores Anónimos e dos seus Doze Passos, acho que as barreiras do silêncio e do ódio estão a dissipar-se. Aceitando-nos uns aos outros como somos, aprendemos a amar novamente.

Preocupo-me o suficiente com os outros, no Programa JA, para continuar a trabalhar com eles durante o tempo que for necessário?

Hoje eu peço:

Posso afastar-me de mim mesmo o suficiente para amar as pessoas como elas são e não como eu quero que sejam, como se fossem o reflexo de mim mesmo ou o alimento do meu ego. Posso diminuir a minha ânsia de amar – agora que mais uma vez sou capaz de sentir amor – e perguntar-me se estou realmente a amar alguém ou apenas a ideia que essa pessoa faz de mim mesmo. Que eu elimine o "eu" dos meus sentimentos.

Hoje vou lembrar-me:

O amor é incondicional.