5 de Junho

Ouvir a mensagem. Não julgar o mensageiro

Reflexão do dia

O Programa de Jogadores Anónimos ensina-me que poucas pessoas podem realmente dizer que amam toda a gente. A maioria de nós tem de admitir que só adorávamos algumas pessoas e que éramos muito indiferentes a muitas outras. Quanto ao resto, bem, nós realmente não gostávamos ou até os odiávamos. Em Jogadores Anónimos descobrimos que precisamos de algo muito melhor do que isso para manter o nosso equilíbrio. Temos de esquecer a noção, mesmo que gradualmente, de que podemos amar algumas pessoas possessivamente, ignorar muitas delas, e continuar a temer ou odiar qualquer outra pessoa.

Concentro-me na mensagem nas reuniões, em vez de me concentrar no mensageiro?

Hoje eu peço:

Posso aceitar que não há lugar na minha recuperação do jogo compulsivo, ou em toda a minha vida, para o veneno do ódio ou para a indiferença apática. Uma das ideias positivas mais importantes que preciso de manter comigo é que todos os seres humanos, como filhos de Deus, podem ser uma irmandade de amor. Que eu não consiga odiar os meus irmãos e irmãs.

Hoje vou lembrar-me:

Ouvir a mensagem. Não julgar o mensageiro.