7 de Junho

O veredicto de culpa não é perpétuo

Reflexão do dia

Poucos de nós estão completamente isentos do sentimento de culpa. Podemos sentir- nos culpados por coisas que dissemos ou fizemos e pelas coisas que deixámos de dizer ou de fazer. Estamos tão habituados a estes sentimentos de culpa, que mesmo quando somos acusados erradamente nos sentimos culpados. Quando estou cheio de culpa, não posso dedicar ao dia toda a energia do que sou capaz de fazer. É por isso que preciso de me livrar desta culpa, não de a pôr de lado ou de a ignorar, mas de a identificar e de corrigir a sua causa.

Finalmente comecei a aprender a "simplificar tudo"?

Hoje eu peço:

Como a culpa é um sentimento conhecido pelos Jogadores Anónimos, que eu consiga aprender a identificar quando os meus sentimentos representam um arrependimento natural sobre o que aconteceu, ou quando assumo a postura de culpa perpétua. Conto com Deus para me ajudar a analisar as coisas e livrar-me das picadas e agonias da culpa que precisa de ser reconhecida e descarregada.

Hoje vou lembrar-me:

O veredicto de culpa não é perpétuo.