4 de Abril

Ficar atento aos meus Passos

Reflexão do Dia

Outro denominador comum entre aqueles que recaem é a incapacidade de usar as ferramentas do Programa dos Jogadores Anónimos: os Doze Passos. Os comentários que mais frequentemente se ouvem são estes: "Eu nunca fiz o trabalho dos Passos"; ou "Eu nunca saí do Primeiro Passo"; "Eu fiz os Passos devagar demais, ou depressa demais, ou cedo demais". A verdade é que essas pessoas aceitavam os Passos, mas não os aplicavam à sua vida com consciência e com sinceridade.

Estou a aprender a forma de me proteger e de ajudar os outros?

Hoje eu peço:

Que eu faça o trabalho dos Passos e não me limite a ser um ouvinte. Que eu tenha consciência de certas falhas que costumam ocorrer e que podem levar a uma recaída: ser orgulhoso demais para aceitar o Passo 1; ficar preso demais à vida quotidiana e incapaz de sentir a presença de um Poder Superior; sentir-me sobrecarregado demais pela ideia de preparar o Passo 4; fazer um inventário, moral e financeiro, completo; ficar receoso demais para poder partilhar esse inventário. Que o meu Poder Superior me guie enquanto eu faço o trabalho dos Doze Passos.

Hoje, vou lembrar-me:

Ficar atento aos meus Passos.