18 de Abril

A determinação, mais do que a força de vontade, é a chave para a recuperação 

Reflexão do Dia

Nós, no Programa dos JA, sabemos muito bem como é fútil tentar superar o nosso vício apenas pela força de vontade. Ao mesmo tempo, sabemos que é precisa muita determinação para adotar os Doze Passos do Programa como uma forma de vida capaz de restaurar a nossa sanidade. Independentemente da gravidade das nossas compulsões, descobrimos com alívio que ainda temos escolhas que podemos fazer. Podemos, por exemplo, tomar a decisão de admitir que, sozinhos, somos impotentes perante o jogo compulsivo; podemos reconhecer que a dependência relativamente a um Poder Superior é uma necessidade, ainda que seja apenas a nossa dependência do nosso grupo de JA.

Fiz a escolha de me esforçar por ter uma vida honesta e humilde, por fazer serviço generoso aos meus companheiros e a Deus, tal como eu o concebo?

Hoje eu peço:

Que Deus me dê sabedoria para saber a diferença entre a "força de vontade" (que, no passado, de pouco me serviu) e a "determinação" de procurar ajuda contra a minha dependência do jogo, através do Poder Superior e das outras pessoas que também estão em recuperação. Que eu tenha a noção de que há escolhas e alternativas para mim, tal como há para os meus companheiros que sofrem na pior fase da nossa compulsão. Que eu saiba escolher a forma de vida que Deus quer para mim.

Hoje, vou lembrar-me:

A determinação, mais do que a força de vontade, é a chave para a recuperação.