21 de Abril

Estou grato pela plenitude da vida 

Reflexão do Dia

Consigo estar grato, do fundo do meu coração, pelo dia de hoje? Se conseguir, estarei a abrir as portas para um bem cada vez maior. E se não consigo estar grato pela "chuvada" que desabou na minha vida — aquilo a que chamamos os tempos maus —, o que é que posso fazer? Posso começar por dar graças por aqueles dias em que, pelo menos, me posso lembrar de que o sol nasceu; e por todas as bênçãos que fui tendo. Talvez, aí, eu seja capaz de ver os períodos "chuvosos" da minha vida passada com outra perspetiva, considerando-os como necessários; talvez, aí, as bênçãos que ignorei por não lhes ter dado a devida importância, sejam agora dignas da minha atenção.

Estou grato por tudo na vida — tanto pelo nascer do sol, quanto pela chuva?

Hoje eu peço:

Que eu saiba agradecer tudo o que aconteceu comigo, de bom ou de mau. O mal ajuda a definir o bem. O sofrimento intensifica a felicidade. A humildade traz espiritualidade. A doença transforma a saúde em paraíso. A solidão converte o amor — quer amor humano, quer amor divino — na maior dádiva de todas. Agradeço a Deus pelos contrastes que fizeram com que eu O conhecesse melhor.

Hoje, vou lembrar-me:

Estou grato pela plenitude da vida.