28 de Março

Fazer a minha parte

Reflexão do Dia

Precisamos de pensar seriamente nas pessoas doentes que ainda não chegaram aos Jogadores Anónimos. À medida que tentam voltar a ter fé e voltar a viver, queremos que encontrem tudo aquilo que nós encontramos no Programa — e, se possível, mais ainda. Se nos deixar completamente disponíveis para o dia em que essas pessoas aqui chegarem, nenhuma vigília, nenhum esforço, nenhum sacrifício, para preservar a constante eficácia e a força espiritual do Programa, se poderá considerar demasiado.

Até onde vai o meu respeito pelos Passos do Programa?

Hoje eu peço:

Que Deus me ajude a fazer a minha parte no esforço para tornar o Grupo coeso para os que ainda sofrem de jogo compulsivo, respeitando os Passos da Recuperação, que farão o Programa funcionar para aqueles que hão de chegar. Que o Programa seja um "regresso a casa" para quem sofre de jogo compulsivo. Que encontremos soluções em comum para os problemas que temos em comum, causados por essa doença.

Hoje vou lembrar-me:

Fazer a minha parte.