21 de Março

Duvidar das novas teorias

Reflexão do Dia

O Programa dos Jogadores Anónimos ensina-nos que temos uma doença incurável. Iremos sempre piorar, nunca o contrário. Mas somos privilegiados no sentido em que a nossa doença incurável pode ser contida, um dia de cada vez, desde que não façamos a primeira aposta. Mesmo que a pesquisa científica séria e estudos importantes digam o contrário, nós

sabemos por experiência própria que não podemos controlar o nosso jogo, assim como não temos maneira de controlar as marés dos oceanos.

Tenho dúvidas de que sou impotente perante o jogo?

Hoje eu peço:

Que eu nunca acabe vítima das conclusões tiradas em estudos de curto alcance, que me dizem que o jogo compulsivo tem cura, que seria seguro começar de novo a jogar, agora de uma forma supostamente responsável. A minha experiência (e a experiência de outros membros dos Jogadores Anónimos) deita por terra essas teorias. Que eu tenha a consciência de que, se me voltar a envolver com o jogo, irei recomeçar o processo no ponto onde estava

— cada vez mais perto da prisão, da insanidade ou da morte.

Hoje vou lembrar-me:

Duvidar das novas teorias.