23 de Março

Ouvir as minhas próprias lamentações

Reflexão do Dia

Os Jogadores Anónimos ensinam-nos, através da experiência, da força e da esperança da sua fraternidade, que a pior situação que eu possa imaginar não é motivo para um retorno ao jogo. Por pior que seja uma situação em particular, ou uma série de circunstâncias, o regresso aos hábitos antigos, nem que seja por um minuto, de certeza que tornará a situação ainda pior.

Estou grato pelo cuidado e pela comunhão do Programa?

Hoje eu peço:

Que eu continue a acreditar que nenhuma pedra pode ser tão pesada que me leve de volta ao fundo do poço da minha compulsão. Nenhum problema, nenhuma deceção, nenhum golpe no meu orgulho, nenhuma perda do amor humano vale o preço do regresso ao meu antigo modo de vida. Quando alimento a ideia de que a vida "é péssima" para mim, ou de que ninguém precisa de aguentar tanto e de mesmo assim permanecer são, ou de que sou um "derrotado" — faça com que eu esteja atento ao tom das minhas lamentações. Que eu me lembre de que já ouvi antes essas mesmas lamentações — antes de admitir que era impotente perante o jogo e de me submeter à vontade de um Poder Superior. Essas lamentações levam- me de volta ao jogo. Que Deus mantenha os meus ouvidos abertos contra o tom das minhas próprias lamentações.

Hoje vou lembrar-me:

Ouvir as minhas próprias lamentações.