10 de Fevereiro

Os fracassos podem servir de alicerce para a recuperação 

Reflexão do Dia

O fundador da IBM, T. J. Watson, disse: "O sucesso está no extremo oposto do fracasso." Para a maioria dos jogadores compulsivos, nada poderia ser mais verdadeiro. Sem um fracasso após outro, jamais seríamos capazes de perceber que perder uma aposta não era a causa dos problemas na nossa vida mas, sim, fazer a primeira aposta. Só depois de termos atingido ou superado o nosso doloroso limite para suportar fracassos é que nos tornámos aptos a perceber que, por outro lado, ter sucesso não significa ganhar: ter sucesso significa não apostar. Assim, o sucesso depende muito mais da ação — a opção de não jogar — do que da reação.

Tenho fé que, se os meus fracassos ficarem para trás, o meu sucesso com certeza estará por vir?

Hoje eu peço:

Que eu compreenda que só através dos meus fracassos terei a oportunidade de ter sucesso. Que eu perceba, com os exemplos de outros no Programa, que quando confrontamos e corrigimos os fracassos do passado, isso pode transformar-se numa base mais sólida para uma nova vida, do que qualquer oportunidade de ganhos.

Hoje, vou lembrar-me:

Os fracassos podem servir de alicerce para a recuperação.