6 de Julho

Comparar-me com o meu "velho" eu

Reflexão do Dia

Algumas pessoas no Programa de Jogadores Anónimos sentem que não podem fazer o que querem. Duvidam da sua própria capacidade. Mas, na verdade, todos temos habilidades escondidas. Somos filhos de Deus, o que nos deve dar uma ideia forte sobre a natureza infinita das nossas capacidades. Como seres espirituais, somos ilimitados. Podemos considerar isto como verdadeiro em relação às pessoas que brilham numa determinada área. Posso comparar as minhas realizações com as de outra pessoa e sentir-me desencorajado. Mas a única comparação que preciso ou devo fazer é comigo mesmo.

Sou uma pessoa melhor e mais produtiva hoje em dia?

Hoje eu peço:

Que eu entenda que sou filho de Deus. E que este Pai amoroso promete dar-me o que preciso, não o que eu gostaria de ter, pois essa é a sua maneira de me ensinar a ser o que sou, não o que sonho que deveria ser. Como ser espiritual, posso tornar-me um ser produtivo, talvez até fazer coisas que no passado me senti incapaz de fazer sem a grandeza de um jogador, levando-me a alimentar uma falsa confiança.

Hoje vou lembrar-me:

Comparar-me com o meu "velho" eu.