30 de Julho

Transformar o autoenvolvimento em compromisso

Reflexão do Dia

Assim que chegamos a Jogadores Anónimos começa uma variedade de autopiedade comum: - Coitadinho de mim, por que é que não posso jogar de vez em quando, como toda a gente? Porquê eu? Esta atitude, se a deixarmos continuar, é o convite ideal para nos afastarmos do porto – o que nos levará direitinhos ao caos em que nos encontrávamos antes de nos juntarmos a JA. Quando continuamos no Programa por um bom período, rapidamente entendemos que "não, eu não sou o único"; encontramos pessoas, com histórias de vida diferentes, que estão exatamente no mesmo barco que nós.

Já estou a perder o interesse pela minha confortável e familiar "dose" de autopiedade?

Hoje eu peço:

Quando a autopiedade me deixar tonto ou inerte, que eu consiga olhar para cima, para os lados, e abrir os olhos. A vontade de Deus é que esta autopiedade se dissipe à luz dos problemas partilhados com os outros. Que eu queira ter sempre amigos suficientemente honestos para me confrontarem quando virem que estou a cavar o caminho de volta para o meu velho poço da piedade.

Hoje vou lembrar-me:

Transformar o autoenvolvimento em compromisso.